sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Revisão Teórica para UFRGS - I

MASSA ATÔMICA:

''A massa atômica, ou mais corretamente a massa do átomo de um dado isótopo (também chamada de peso atômico) é a massa deste átomo em seu estado fundamental. Esta massa é expressa em unidade de massa atômica (representada pelo símbolo uma ou simplesmente u).

MASSA MOLECULAR:

A massa molecular de uma substância é determinada pela soma das massas atômicas dos elementos que fazem parte dessa molécula.


MOL – NÚMERO DE AVOGADRO:

De acordo com o sistema internacional de unidades (SI):

MOL é a quantidade de matéria de um sistema. O número de algo qualquer existente em um mol é igual a 6,02 x 1023.  Esse número é denominado NÚMERO DE AVOGADRO.

A MASSA MOLAR DE UM ELEMENTO QUÍMICO: é a massa em gramas numericamente igual a sua massa atômica.

A MASSA MOLAR DE UMA SUBSTÂNCIA: é a massa em gramas numericamente igual a sua massa molecular.


VOLUME MOLAR.

É o volume ocupado por 1 mol de qualquer gás submetido a uma determinada temperatura e pressão. Na CNTP (T = 0ºC e P = 1 atm) equivale a 22,4L.


FÓRMULA OU COMPOSIÇÃO CENTESIMAL.

É a porcentagem, em massa, de cada elemento que constitui uma substância. A fórmula centesimal é calculada com a massa molecular da substância ou íon para 100% e os constituintes para a composição a ser determinada.
Exemplo: A água tem massa molecular 18 u, logo esse valor é 100%, assim a fórmula centesimal é: H – 11,1% ; O – 88,9% .


FÓRMULA MÍNIMA.

É a que indica os elementos e a proporção em número de átomos formadores da substância expressa em números inteiros e menores possíveis.
Também pode ser denominada de fórmula empírica ou estequiométrica.


FÓRMULA MOLECULAR.

Pode ser determinar a fórmula molecular, vamos encontrar primeiro a fórmula mínima, com base na expressão matemática a seguir:

Fórmula molecular = (Fórmula mínima)n
Onde o n é a divisão da massa molecular da fórmula pela massa molecular da fórmula mínima.


CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO:

É o cálculo das quantidades de reagentes e/ou produtos envolvidos em uma reação química efetuado com o auxílio da equação química correspondente. A relação quantitativa entre as espécies é estabelecida pelos seus coeficientes estequiométricos.

RESOLUÇÃO DOS PROBLEMAS:

1 – Escrever a equação da reação química;
2 – Ajustar os coeficientes da equação;
3 – Destacar 2 substâncias para trabalhar: a da pergunta e a do dado fornecido;
4 – Estabelecer relação quantitativa entre essas 2 substâncias, usando os seus coeficientes estequiométricos;
5 – Resolver o problema usando regra de três com o dado fornecido e a pergunta do problema;

Não esqueça:


       
               1 Mol
  • 6,02 x 1023
  • Massa em gramas
  • 1 coeficiente
  • CNTP 22,4L




RENDIMENTO DAS REAÇÕES.

Quando a quantidade de produtos obtidos é menor do que as previstas teoricamente pela estequiometria. Isso se deve por alguns problemas, tais como:

- pela presença de impurezas nos reagentes;
- pelo fato de muitas reações serem reversíveis;
- pela possibilidade de reações paralelas que fornecem produtos diferentes dos desejados.
- pode haver perda ao transferir substâncias reagentes de um recipiente para outro.
- pode variar a temperatura durante o processo;


REAGENTE LIMITANTE E EM EXCESSO.

REAGENTE LIMITANTE:

Em uma reação química, o reagente limitante é aquele que será totalmente consumido no processo, fazendo com que a reação termine. A sua determinação depende da quantidade inicial (mols) de cada um dos reagentes, e leva em conta a estequiometria da reação.

REAGENTE EM EXCESSO:

Havendo um reagente limitante o outro reagente dado pode está em excesso. Deste modo, torna-se importante determinar o reagente limitante de uma reação química.


QUESTÕES:


1. (UFRGS) – A combustão completa da glicose, C6H12O6, é responsável pelo fornecimento de energia ao organismo humano. Na combustão de 1,0 mol de glicose, o número de gramas de água formado é igual a
a)   6   
b)   12   
c)   18    
d)   108   
e)   180

2. (UFRGS) – O acionamento de air bags é efetuado através da decomposição violenta da azida de sódio, segundo a equação  química:

NaN3(s)   -->   Na(s)  +   3/2 N2(g)

A decomposição completa de 130 g de azida de sódio produz um volume de nitrogênio, em litros, nas CNTP, aproximadamente igual a
a) 11,2   
b) 22,4    
c) 33,6     
d) 67,2    
e) 134,4

3. (UFRGS) – Um vazamento de gás de cozinha pode provocar sérios acidentes. O gás de cozinha, quando presente no ar em concentração adequada, pode ter sua combustão provocada por uma simples faísca proveniente de um interruptor de luz ou de um motor de geladeira. Essas explosões são, muitas vezes, divulgadas erroneamente como explosões do botijão de gás. A reação de combustão completa de um dos componentes do gás de cozinha é apresentada a seguir:
     
  C3H8      +   5 O2    -->   3 CO2   +    4 H2O

A partir da equação acima, qual a massa de oxigênio necessária para produzir a combustão completa de 224 litros de propano nas CNTP?
a)   32 g  
b)   160 g   
c)   320 g   
d)   1600g 
e)  3200g

4. (UFRGS) – O número de moléculas de oxigênio necessário para a combustão completa de uma molécula de heptano é igual a
a)   8
b)   11
c)   14
d)   15
e)   22

5. (UFRGS) – O carbonato de cálcio decompõe-se por aquecimento segundo a equação abaixo

CaCO3(s)   -->   CaO(s)   +   CO2(g)

Numa experiência típica, 10,0g de carbonato de cálcio são aquecidos em sistema aberto, obtendo-se 7,80g de resíduo sólido. A porcentagem de decomposição do carbonato foi de
a)  22%  
b)  28%   
c)  39%   
d)  50%  
e)  78%


GABARITO
01. D
02. D
03. D
04. B
05. D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário